Leandro Prusch

Sobre Leandro Prusch

Sou Leandro Prusch, sócio fundador da Exotics Informática, engenheiro de software, programador Java, Delphi e C++, pai orgulhoso do Henrique e da Vitória! Este blog é sobre a Exotics e seus produtos, para ser compartilhado com todos aqueles que estejam ligados de alguma forma à cultura exoticana.

Controle de Prazos

Neste post vou falar sobre um recurso do Advoc que é de fácil utilização e é de grande valia no cotidiano das atividades jurídicas.

O Controle de Prazos do Advoc fornece uma visão instantânea dos eventos digitados em fichas processuais ou na agenda, que são considerados “prazos”.

Primeiro, uma definição de prazo, no contexto do Advoc: prazos são os eventos pendentes (marcados como tal no Advoc) digitados com uma data futura (por exemplo, uma audiência digitada no Advoc com data para o próximo mês). Portanto, não se trata de uma lista de prazos legais ou judiciais, mas sim um método mais abrangente para cuidar de tudo que se visa a fazer no futuro.

O que o Advoc faz é indicar ao usuário todos os eventos pendentes cuja data futura se aproxima, sendo configurável a antecedência com a qual o usuário é informado. O usuário pode escolher ser informado de todos os eventos que vão ocorrer nos próximos três dias, por exemplo. Dessa forma o usuário tem uma espécie de visor eletrônico do que está por vir.

A forma como essa informação é mostrada é muito simples, e esse é um ponto forte do sistema: em havendo prazos para os próximos dias, o Advoc mostra um daqueles triângulozinhos amarelos com um ponto de exclamação dentro, símbolo bem conhecido na informática para chamar a atenção. Apenas isso, nada mais. Nada de gráficos estrambólicos com a quantidade de pendências, separadas por tipo, local, urgência, ou seja lá o que for, que poderia até ficar bonito, mas tornaria complexo algo que é para ser simples: “Tenho coisas importantes para amanhã! ”

Os triângulos amarelos do Controle de Prazos

Ao clicar no triângulo amarelo, aparece uma lista discriminando os prazos em “Prazos para Hoje”, “Prazos para os Próximos 3 Dias”, “Notas de Expediente Pendentes” e “Processos Desatualizados”. Ao lado de cada um desses tipos de prazos aparecerá um outro triângulo amarelo, se houver eventos que se encaixem nessa categoria. As notas de expediente pendentes e os processos desatualizados não são exatamente “prazos” no conceito do Advoc, mas estão incluídos no Controle de Prazos por serem eventos que requerem monitoramento contínuo.

A partir dessa lista de tipos de prazos, ao clicar em qualquer dos tipos o Advoc faz uma pesquisa e abre uma seleção com todos os processos que possuem esse tipo de prazo, para que o usuário possa visualizar, ou imprimir, as informações disponíveis sobre os prazos em questão.

Observe como esse mecanismo é prático: ao clicar em “Prazos para os Próximos 3 Dias”, o Advoc procura todos os processos do advogado que está operando o programa, que possuam eventos pendentes que tenham sido digitados com data futura para o período que vai de hoje até daqui  3 dias. Tudo isso com apenas um clique! Além disso, clicando no botão “Procurar” é possível alterar os parâmetros da pesquisa, por exemplo restringindo a um tipo específico de processo, ou removendo o advogado, de forma a ver os prazos de todos os advogados do escritório. Depois é só clicar em “Executar a Procura” para obter a nova seleção de processos.

A pesquisa de prazos é flexível

Nos próximos posts vou abordar outros recursos interessantes do Advoc, que às vezes esquecemos de usar, mas que podem economizar tempo ou ajudar a fornecer informações importantes para o desempenho da advocacia, nesse contexto cada vez mais competitivo.

Obrigado pela leitura, e se desejar, deixe um comentário sobre qual recurso do Advoc ou do Memorial você gostaria de ler num próximo post.

Começando pelo Início

Em 1994 o Brasil mudou, e muito.

Passamos do Cruzeiro para o Real, do Tri para o Tetra campeonato mundial, perdemos o Ayrton Senna e começamos a acessar a Internet, entre tantas outras mudanças.

Nesse cenário em ebulição, três guris recém formados, eu, o Guilherme e o Alberto, começaram a Exotics Informática, numa sala emprestada, dentro do escritório de advocacia do Dr. Almerindo Prusch – casualmente, meu pai – no Centro de Porto Alegre. Era perto de tudo, e ótimo para sair a bater de porta em porta dos escritórios, oferecendo nosso primeiro programa, o Advoc 1.0, que era apenas um cadastro de processos que eu tinha feito pro meu pai.

Saímos em busca de clientes, e, sem nos darmos conta, ao invés de clientes, conquistamos amigos. As pessoas que nos atendiam percebiam que os guris, apesar de meio atrapalhados tinham, além de um bom programa, boas intenções, e isso nos abriu muitas portas. Sinto saudades das visitas aos clientes, de mostrar o programa, anotar idéias e voltar correndo pro escritório para fazer alterações no código. Sugestões dadas pelo Angelo Diehl, pelo Hélio Sant’Anna, pelo João Alfredo Mello Neto (in memoriam), pelo Adalberto Preis, e muitos outros, que ajudaram a definir o formato da ferramenta que iria se tornar essencial para todo advogado nos anos seguintes.

Tela do Advoc em 1994

Ainda naquele ano, fizemos um outro programa, o Memorial, para cálculos de liquidação de sentença, e na frente do Foro Central, de terno e gravata, distribuímos panfletos. Vendeu que nem laranja na feira, e nosso trabalho aumentou. Não dava mais pra fazer tudo sozinho, contratamos uma estagiária, e já não cabíamos mais os quatro na sala ao mesmo tempo, então tivemos de nos mudar, pra Quintino Bandeira, onde ainda estamos.

Com o passar do tempo, fizemos outros programas, sempre na área jurídica, e lançamos novas versões do Advoc e do Memorial, acompanhando a evolução dos computadores desde o Windows 3.11, até o atual Windows 7, e também da própria internet, que era lenta e rudimentar e agora continua lenta mas ao menos é mais bonita, e nos permite acompanhar o andamento dos processos.

Também com o passar do tempo nossa lista de clientes aumentou, tivemos que contratar mais gente para nos ajudar, fomos paulatinamente alugando mais salas no prédio, e passamos a usar várias ferramentas para controle interno, atendimento a clientes, solução de bugs, e várias outras.

Eu vejo esse crescimento como um sintoma do bom trabalho, e não como um objetivo alcançado. Crescimento é bom, mas traz o risco da burocracia e da perda de foco nas intenções originais, o que infelizmente ocorre em quase todas as grandes empresas do país. Nosso objetivo é outro, e bem claro: continuar trabalhando, vendendo nossos programas e tendo orgulho deles. O orgulho que sentimos por cada programa é como aquele que o pai sente pelo filho que sai ao mundo. Cada elogio recebido de um cliente é música para nossos ouvidos, assim como uma sentença favorável o é para um advogado dedicado a sua causa.

O Memorial em 1995

De 1994 para cá, muita coisa mudou, mas na sua essência a Exotics continua a mesma, com profissionais programando para advogados, ajudando os advogados a utilizar a informática, ouvindo suas sugestões e aprimorando os programas. Mas agora, e já há algum tempo, entendemos que além do cliente, precisamos do amigo, que é quem vai continuar nos conduzindo pelo caminho do sucesso.

Este blog que você está lendo é mais uma evolução da internet, e através das mensagens que estamos postando aqui, juntamente com os comentários que eu espero que você faça, deixaremos registrado esse momento da vida de todos nós, amigos, clientes, colaboradores, que de alguma forma nos conectamos em torno da Exotics e de seus programas.

Obrigado pela atenção, e até o próximo post! Não esqueça de deixar um comentário e, se desejar, clicar para seguir este blog.